top of page

EUA investigam Binance por possível violação a sanções contra Rússia, diz Bloomberg



O governo dos Estados Unidos começou a investigar se a Binance, a maior corretora de criptomoedas do mundo, por violar sanções impostas à Russia ao permitir que usuários do país usassem os serviços da plataforma.

A mais recente ação do Departamento de Justiça dos EUA (DOJ) contra a corretora foi divulgada em reportagem da Bloomberg publicada no final da tarde desta sexta-feira (5), que diz ter obtido a informação através de cinco pessoas familiarizadas com o assunto mas que pediram para não ter nome divulgado por se tratar de uma investigação confidencial.

A preocupação das autoridades americanas é que russos tenham usado a exchange para movimentar dinheiro de maneira ilegal e contornar as sanções impostas ao país após a invasão à Ucrânia.

Segundo as fontes ouvidas pela Bloomberg, nem a Binance e nem os executivos da empresa, como o CEO, Changpeng “CZ” Zhao, foram acusados ​​de irregularidades até o momento.

A Bloomberg afirma que neste momento, a Binance está em negociações com o Departamento de Justiça para resolver acusações anteriores de que a exchange foi usada para contornar sanções do Irã, antes de melhor seus mecanismos de compliance.

Em resposta à publicação, a Binance disse que a empresa cumpre “integralmente todas as sanções financeiras dos EUA e internacionais” e que seus protocolos de KYC são tão bons quanto os aplicados no sistema bancário tradicional.Essa nova investigação revelada hoje é encabeçada pela divisão de segurança nacional do Departamento de Justiça e corre em paralelo a outras acusações a que a Binance é alvo nos EUA e que apuram se a corretora se esquivou das responsabilidades de registrar devidamente sua oferta de derivativos nos EUA.


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page